O termo Paciente Excepcional foi utilizado por muitas décadas para designar indivíduos portadores de deficiência física e ou mental. Esta designação acabou com o passar dos anos porque tornou-se pejorativa, restrita e limitante.

Mais recentemente, o paciente especial passou a ser denominado Paciente Portador de Necessidades Especiais.
Assim, o paciente portador de necessidades especiais é:

“Todo o indivíduo que apresenta determinados desvios dos padrões de normalidade, identificáveis ou não, e que, por isto, necessitam de atenção e abordagem especiais por um período de sua vida ou indefinidamente “ (Fourniol, 1998).

Paciente especial também pode ser uma pessoa qualquer ,que em certo período de sua vida, esteja passando por uma situação específica que torna-a um paciente especial”(Fourniol, 1998).

Exemplos de pacientes especias  são:  uma mulher grávida, um paciente em radioterapia e ou utilizando medicamentos que alteram o metabolismo, são considerados pacientes portadores de necessidades especiais assim como em muitas outras situações.


 

 

Tia Berna